DOZE ANOS DE CONVERGÊNCIA DAS NORMAS BRASILEIRAS ÀS IPSAS: AVANÇOS E LIMITES DAS PESQUISAS

Autores

  • Maiara Sasso Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras
  • Patricia Siqueira Varela Universidade de São Paulo

Resumo

O estágio atual da pesquisa em contabilidade aplicada ao setor público (CASP) demanda teorização, levando a debates sobre pesquisa positiva versus normativa, pluralismo de abordagens teóricas e metodológicas e desafios na delimitação do objeto de pesquisa. Nesse contexto, a experiência do Brasil pode ser considerada um relevante objeto de estudo, com grande potencial para contribuições para a literatura da área, uma vez que está em processo de convergência às International Public Sector Accounting Standards (IPSAS), tanto formal quanto material, e por ter dimensão continental e ser uma federação formada por entes com características variadas, como econômicas, políticas, sociais, organizacionais e profissionais. Sendo assim, o presente estudo responde à seguinte questão de pesquisa: quais as características das pesquisas que estão sendo realizadas sobre a CASP no Brasil? Por meio de pesquisa de revisão de literatura, constataram-se diversas oportunidades de pesquisas sobre a CASP no Brasil que variam no emprego de diferentes métodos e técnicas metodológicas, lentes teóricas e na abordagem de temas que possam gerar inputs ao processo de normatização, haja vista que os achados têm contribuído majoritariamente à estratégia de implementação das mudanças contábeis oriundas do processo de convergência às IPSAS. Ademais, o trabalho conjunto entre pesquisadores e profissionais pode ser oportuno com vistas a melhor abordar o objeto de estudo, dada a complexidade do setor público. Por fim, destaca-se que as IPSAS se baseiam nas International Financial Reporting Standards (IFRS), quando pertinente, fato esse que viabiliza, até mesmo, a contribuição dos pesquisadores e profissionais que atuam no setor privado. Nesse caso, no entanto, é imprescindível considerar as especificidades entre ambos os setores.

Publicado

2020-07-29

Edição

Seção

Contabilidade Governamental e Terceiro Setor